LUSITANAE ENSEMBLE . Música Mexicana

15 de MAIO 2016 . 21H30

Local . Fundação Manuel António da Mota

Entrada Livre

Consulte aqui toda a programação do ciclo CULTURA VIVA 2016.


Lusitanæ Ensemble – Música Mexicana
Eliseu Silva – Violino I
Ana Patrícia Lopes – Violino II
Emanuel Vieira – Viola de Arco
Ana Filomena Silva – Violoncelo

ELISEU SILVA
Eliseu Antunes Pereira Gomes da Silva é violinista, pedagogo, maestro e compositor. Nascido no Porto em Setembro de 1983, iniciou os seus estudos musicais aos 5 anos de idade.
Foi júri de concursos internacionais de violino, como o Concurso Internacional de Violino Alice e Eleonore Schoenfeld 2014, Concurso Internacional de Violino de Hong Kong, e vários outros concursos a nível nacional.
Deu vários recitais e concertos em Portugal e países como Japão, China, Alemanha, Suíça, Inglaterra, França, Espanha, Romênia, Bélgica, Holanda, Itália, Malta, Hong Kong, Macau.
Tocou a solo com várias orquestras em Hong Kong, Macau, China, Espanha e Portugal.
Foi vencedor de vários prémios em concursos nacionais e internacionais de violino, entre os quais o concurso Yamaha Music Foundation of Europe, Concurso Internacional de Violino de Malta, o Prémio Jovens Músicos Antena2, os concursos internacionais de Violino Júlio Cardona Concurso Internacional de Interpretação do Estoril, prémio solista de “Helena Sá e Costa” entre outros.
Como maestro dirigiu a orquestra do Festival internacional de Música de Hong Kong em 2015, a Orquestra de Jovens de Macau, a Orquestra de Câmara de Lisboa, o Lusitanae Ensemble.
Atualmente é maestro residente da Orquestra Juvenil da Bonjóia, apoiada pelo Curso de Musica Silva Monteiro, pela Câmara Municipal do Porto, pelo Ministério da Educação e Ciência, pelo BPI e pela Bial.
Atualmente, termina o doutoramento na Universidade de Évora em Musicologia, Desempenho e Interpretação, em parceria com a Universidade do Porto e o Laboratório de Biomecânica do Porto, LABIOMEP.

ANA PATRÍCIA LOPES
Nasceu em França, tendo iniciado os estudos musicais aos 12 anos na ARTAVE – Escola Profissional Artística do Vale do Ave na classe do professor António Soares. Prosseguiu os estudos na ESMAE – Escola Superior de Artes do Espetáculo do Porto na classe de violino com Zofia Wóycicka. Frequentou masterclasses de violino com Boris Kuniev, Alexei Mijlin, Rainer Sonne, Aníbal Lima, Roman Nodel, e música de câmara com António Saiote e o Quarteto Borodin. Já colaborou com a Orquestra do Porto Casa da Música, Orquestra das Beiras, Orquestra do Algarve, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Orquestra do Norte, Orquestra Raízes Ibéricas, Orquestra “Sine Nomine”, Orquestra do Centro, com os maestros António Saiote, Yuri Nasushkin, Bruno dal Bon, Cesário Costa, Robertas Severnikas, Rodolfo Saglimbeni, Joahnes Skudlik, Filipe Veríssimo, Toby Hoffman, Cesário Costa, Pedro Neves, Jean-Marc Burfin, Sérgio Alapont, Emilio Pomarico. Enquanto membro da Orquestra Aproarte acompanhou os solistas Mischa Maisky e Boris Berezovsky. É membro da Orquestra Clássica de Espinho desde 2006. Apresenta-se em concertos de música de câmara, tendo atuado na Ordem dos Médicos, nos serões da Quinta da Bonjóia, no auditório da FEUP, Multiusos de Espinho, Palacete Viscondes de Balsemão, Fundação Cupertino de Miranda, Theatro Circo, Teatro de Vila Real, entre outros.
Atualmente é professora de violino no CMSM – Curso de Música Silva Monteiro.

EMANUEL VIEIRA
É licenciado em Viola de Arco pela Escola de Artes Aplicadas de Castelo Branco, sob a orientação do professor Jorge Alves.
Frequentou diversos cursos de aperfeiçoamento técnico-musical e masterclasses com: Ana Bela Chaves, Marc Tooten, Ryszard Wóycicki, Pedro Muñoz e David Wyn Lloyd. Participou em trabalhos com a Orquestra do Conservatório de Música do Porto, Orquestra Académica, Ensemble de Cordas do Vale do Sousa, ESART Ensemble, EvorEnsemble Contemporâneo, Orquestra de Câmara do Minho, Orquestra Sinfónica da ESART, Orquestra Filarmonia de Gaia, Orquestra Clássica de Espinho, Orquestra do Norte, Orquestra Clássica da Madeira, Orquestra do Algarve e Orquestra Filarmonia das Beiras.
É membro da Orquestra Clássica de Espinho desde 2006.
Realizou três concertos a solo com o Ensemble de Cordas da ESART, que foram transmitidos em direto pela Antena 2. Em julho de 2011 tocou a solo em Cascais com a orquestra barroca da ESART.
Desde agosto de 2011 é membro fundador do Lusitanae Ensemble.
Já realizou vários concertos a solo com o Ensemble. Leciona aulas de Viola de Arco no Conservatório de Música da Maia e no CMSM - Curso de Música Silva Monteiro.

ANA FILOMENA SILVA
Ana Filomena Antunes Pereira Gomes da Silva, natural do Porto, nasceu em 1990. Começou os estudos musicais aos 6 anos sob a orientação do Professor Vicente Chuaqui (solista A da Orquestra Sinfónia do Porto, Casa da Música). Em 2008, Ana Filomena concluiu o 8º grau de violoncelo no Conservatório de Música do Porto com a classificação de 20 valores. Sucessivamente, entrou em 1º lugar na classe de violoncelo na Escola Superior de Música do Porto (ESMAE), onde finalizou a Licenciatura em Música com uma classificação elevada, em 2011. Em 2014, concluiu o Mestrado em Ensino de Música, na Universidade de Aveiro e no mesmo ano, foi júri no Concurso Internacional “Alice and Eleonore Schoenfeld”, na China.
Em 2015, obteve o Diploma DEM (Diploma de Especialização Musical) por unanimidade dos júris, em França, curso que realizou com a orientação do violoncelista Romain Garioud. No mesmo ano, é convidada para ser júri no 2º Concurso e Festival de Música Internacional em Hong Kong e para dar masterclass de violoncelo. 
Ana Filomena Silva é, ainda, professora de violoncelo no (CMSM) Curso de Música Silva Monteiro, função que executa desde 2011. Durante a sua formação participou em diversas masterclasses a nível nacional, em Espanha e em Itália. Trabalhou com violoncelistas de renome internacional nomeadamente Stefan Popov, Matthieu Lejeune, Aaron Choi, Paulo Gaio Lima, Ilya Laporev, Alexander Znachonak, entre outros.
Obteve diversos prémios em concursos nacionais, nomeadamente o 1º Prémio do Concurso Guilhermina Suggia, a nível complementar (2008). No recital de entrega do prémio Guilhermina Suggia, tocou com o Violoncelo Montagnana que pertenceu à Violoncelista Guilhermina Suggia, cedido pela Câmara Municipal do Porto.
Atuou em público em diversas salas de renome nacional, nomeadamente na Casa da Música, CCB (Centro Cultural de Belém), Casa das Artes, Centro de Congressos da Ordem dos Médicos, Casa Museu Guerra Junqueiro, Teatro Municipal Rivoli, entre outros.